Siga-me.

30 de agosto de 2006

É...deve ser...

Eu tenho que amar quem não me ama.
É...deve ser isso.
Ou...como posso estar deixando de viver minha vida, por conta de coisas e pessoas que não aceitam que quando se é independente, tem que trabalhar prá sobreviver, principalmente se sendo mulher, não interesseira, coisa rara hoje em dia, se tem que ser feliz, independente de outrem, não há que se forçar a amar quem não se ama...
Não adianta me dizer que tenho que estar, se não quero estar.

Orgulhosa, sem sentimentos...é isso que eu devo ser mesmo...

Nenhum comentário: