Siga-me.

28 de setembro de 2006

Várias só.

Porque transito entre o topo do mundo e o baixo, sou várias.
Desperto uníssona diante de um emaranhado de pensamentos, pessoas que passam, falam, gritam, correm, pensam. Sussurro alguma coisa em meu próprio ouvido prá ver se escuto minha própria voz. Desisto. Sou indelével, absorta e tonta.
Quiçá um dia eu possa saber quem estará ali, a um passo adiante de quem sou.
Não, não sei quem sou.
Sou várias. Sou só eu, várias.
Ora na hora de ouros..ora na hora de lamas..
Assim vou..
Várias..só.

3 comentários:

Sua Amiga Cindy disse...

Minina!!! Vc me sai com cada palavra nova, que nunca vih!!!!

Esse seu texto me deu uma agonicao "nas alma"... Lindo!!!!

Bjx

Aguiar disse...

Acho apenas que não precisavas partir para lamas. Como jogador e enófilo, preferia que emulasses ouro com copas.

Nill Costa disse...

Liiiindo!!!
Já roubei!!! hehhhhe
...e sem palavras pra comentar.