Siga-me.

8 de outubro de 2006

...Deslumbramento....

Fui com um amigo querido ao Museu daqui da cidade há algum tempo, para um lançamento de um livro, e, chegando lá, fui apresentada a um artista. Não, eu não consegui mais tirar quelas telas deste artista da cabeça, mas também não consegui mais encontrar aquele ser, que constatamos inclusive sermos vizinhos de condomínio, para dizer-lhe isto. Ontem nos reencontramos rapidamente, no Jeca, e, não perdi a chance de dizer-lhe, embora numa frase decepcionantemente clichê, que sou sua fã. Me impressiono como alguém que tem um talento desse, é alguém de carne e ossos. Não, na verdade, acho que transcende à matéria corpórea mesmo, ele deve ser um ser já iluminado, dotado de aspectos extremamente evoluídos, para conseguir passar para uma tela, através de tintas, cores e pincéis, formas, dores, gestos, palavras e poesias (ditas e não ditas)...
Catarse. Admiração. Inebriação.
Peço permissão a ele para por aqui esta tela aí, uma das telas que sou apaixonada, dentre tantas outras.
Um dia ainda vou ter uma pra mim...
Esta é: A ETERNA IMANÊNCIA - Do livro Baladas e outros aportes de viagem de Silvério Duque. Ilutração de Gabriel Ferreira. Acrílico e carvão sobre papelão paraná. (80x99) cm. 2006.

Visitem, Gabriel Ferreira: http://sougabrielferreira.blogspot.com - Desenho de Poesia



3 comentários:

Sua Amiga Cindy disse...

Realmente... seres q trabalham com arte sao... como diz vc... "...dotado de aspectos extremamente evoluídos..."

Amei a tela!!!!
Vou alih vizitar Gabriel...

Bjx

Gabriel Ferreira disse...

Querida Helena,

Permissão concedida!
Obrigado pelo carinho. Não só eu, mas, toda a manisfestação artística precisa de seres dotados de "grandes olhos" para enxergá-la.

Beijos e vinhos!

Gabriel Ferreira

Nill Costa disse...

Que linda!!!!
Fiquei impressionada...