Siga-me.

22 de outubro de 2006

Olho de Thundera.

Nada de mania de perseguição como vejo algumas pessoas terem (quem mais tem mania de perseguição é que mais tem energia ruim e atrai coisa ruim, afe!)...nem tampouco de também me achar o centro das atenções do mundo, mas presto atenção a algumas energias e abismos que aproximam ou afastam as pessoas umas das outras. Desde que nutria uma fé com vínculos religiosos e porque não dogmáticos e doutrinários, e que me dissessem que tais coisas/energias não existiam, eu sentia uma coisa ruim, uma energia desagradável, com algumas pessoas. Tenho um amigo que diz: “fulano é pesado, viu”?, quando quer comentar sobre isso. Basta um cumprimento da criatura prá voce sentir uma zonzeira, um incômodo, que parece que o chão está saindo dos seus pés e seus pés só querem correr dali da frente da pessoa. Não acho que isso seja só comigo, de vez em quando alguem comenta comigo sobre essa onda de energia. Tenho um primo que frequentava nossa casa (nossa, porque eu era casada ainda), que, quando ele chegava, que começava a comentar sobre os detalhes de tudo que ele tinha, e, que nós tínhamos, que aquilo era bonito, que aquilo era feio, etc. Ao leve aperto de mãos, de cumprimentos, de beijinhos, de abraço, eu sentia como se uma tonelada de energia ruim estivesse tomando conta do ambiente e porque não de mim. Quando ele ia embora, parecia que meu corpo estava saindo de 72 horas de rave, bombando e fritando. Um dia meu ex marido comentou comigo exatamente a mesma coisa com respeito ao moço. Bingo. Se fosse hoje, assim que ele saísse, eu acenderia logo incensos, faria logo trezentos pares de orações, e, trataria logo de fazer uma lista enorme de estratégias para afastar o agouro/ditocujo de mim.

..............................

Para ilustrar, uma certa feita, já longe desses dogmas, tinha um amigo de um companheiro meu que era pior ainda que o tal primo, porque nesse caso, ele simplesmente nutria por mim um ódio, que exalava até cheiro, se perigasse. Ciumes do meu namorado, claro, afinal eu sempre achei que ele tinha uma queda por ele mesmo. Bem, o histórico dele já era pregresso, já que eu fiquei amiga de uma ex desse meu namorado que, na época, frequentava uma comunidade de bruxas, que tinham rituais de magia, com caldeirões, cajados, vassourinhas, pó de pirlimpimpim e tudo. Uma viagem! Um dia ela me convidou prá conhecer uma reunião dessas. Uma das maiores que faziam, num lugar bem bonito, perto do aeroporto de Salvador. Era a tardinha, entrando pelo anoitecer. Depois de muito hesitar, lá fui eu. Chegando lá, todos os bruxinhos e bruxinhas foram se arrumar, se enfeitar. Ia sendo apresentada, o pessoal muito simpático sempre. Sentia uma energia boa ali. Pra encurtar a história, quando começou o “culto”, eu não pude, como visitante, ficar perto, então fiquei observando a uns 10 metros de distância, só que como era num nível mais alto que onde estava acontecendo o ritual todo, dava pra ver numa visão incrível! Uma fogueira, o caldeirão grandão, todos os bruxos e bruxas ao redor, cantando, faznedo coisas impresisnantes. Bem, como nós duas tínhamos um conhecimento do cara, aquele que falei lá em cima no texto, amigo do meu namorado e ex dela, e ele, era uma criatura insuportavelmente insuportavel, além de ser pesadíssimo, tivemos a brilhante idéia de por o nome dele naquela fogueira. Na verdade a idéia foi dela..hehehe..eu só adorei. Ela disse que nenhum mal iria lhe acontecer. Que era pra eu escrever o nome do cabra num papel, mentalizar o que eu quisesse, e que ela, na hora do ritual, jogaria o papelzinho na fogueira, acontecendo depois o que eu havia mentalizado. Além de inúmeras dores de barriga em pleno trânsito, unheiras, essas coisinhas irritantes que não matam ninguém (hihihihii), desejei sim, com todas as minhas forças mentais que ele encontrasse um outro caminho que não fosse mais o da minha casa com meu naMARIDO. Que ele sumisse das nossas vidas, que eu só soubesse notícias. Ele se julgava o prepotente, o ateu, o bom, o tudo. Desejei que aprendesse a lidar melhor com as pessoas. Bem, lá foi o papel pra fogueira. Fiquei com um aperto no coração com medo de rolar algo ruim demais com o danado, mas, depois relaxei, agora já era. Pois, lá passaram-se alguns pouquissimos dias e cadê ele?..nada. Hoje tô sabendo por outrem que ele se converteu às Testemunhas de Jeová..hahahahahaha..e voces acham que voltei a vê-lo?..nunca mais!..soube até notícias muitas, mas, proximidade?..Nunca mais. Confesso que foi a primeira e única experiência dessa. Não quero mais arriscar nada com as bruxinhas. Pode ser que eu comece a desejar coisas piores. Eu preciso me policiar porque sou humana e depois começo a me empolgar, eu hein?

..............................

Falando nisto ainda, ao contrário, parece que existem pessoas que parecem anjos em nossas vidas. Já hospedei um tio de meu cunhado uma vez em minha casa, que, caramba, o simples fato dele chegar, parecia que a aura da minha casa estava sendo renovada, quando ele se foi dessa vez que o hospedei, eu me emocionei muito com a paz que ele deixou. Essas criaturas, eu quero muitas pertinho de mim e, graças a Deus, Ele tem me agraciado com pessoas assim. As que exalam energias ruins, Deus tem me dado sabedoria, não que eu seja melhor que ninguém, de afastar da minha vida, dos meus contatos, da minha história. Ou Ele mesmo se encarrega disto. Não tenho mais que recorrer às bruxinhas e bruxinhos, porque não sou de entrar nessas viagens repetidamente, mas, saco logo quando alguém vem com olho de seca pimenteira, me puxando sempre pra baixo, dizendo pra voce sempre coisas desagradaveis, ruins, negativas, e, observando e vendo o círculo e história dessa pessoa, você vê que ela já não é muito rodeada de pessoas fixas, de gente que confia nela, que nutre amizades fiéis e etc. São 'manjadas' mesmo porque sua energia é tão ruim, que as pessoas ficam efemeramente na vida dessa criatura. É até melhor se afastar mesmo, prá tanta energia ruim não continuar lhe abafando.

Já ouvi de alguém que, a busca por ser alguém 'iluminado', é uma busca perigosa. Você acaba iluminando um lugar onde só há trevas, e tem que continuar sempre iluminando, senão a treva volta a ser treva quando voce sai. É mais ou menos por aí.

2 comentários:

Sua Amiga Cindy disse...

DEUS EH MAIS!!!!!!!!
Chegou dah agonia!!!!!!!
Bjx e otima semana pra vc!!!!!

Nill Costa disse...

Mas as energias estão por ai mesmo...
algumas pessoas carregadas de energias positivas outros com negativas..
Eu acredito!!!!
por isso (agora mais do que nunca)
tento me proteger....
orações,incensos,banhos de ervas!!!
Tudo que está a meu alcance e que o Pai Maior me oferece para me proteger!!!
É isso ai!!!sem dúvidas!!!!