Siga-me.

15 de dezembro de 2006

Escrevo..

Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso,
preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece,
E as estrelas lá no céu
Lembram letras no papel.
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?

- Paulo Leminski -

3 comentários:

sua amiga cindy disse...

E vc nunca pare de escrever! ;)

Mamá disse...

E...
"EU LEIO SE EU QUISER!!!"
:P
Cheiro, moça!

Borboletinha disse...

escrever, escrever forever!
e pode furtar tudoo de lá pra cá
que prazer pra mim dos grandes
e esse cara, ele !
sabe das coisas todas e ensina
multipliquemos!