Siga-me.

25 de dezembro de 2006

Eu, curtas...

- Eu acho impressionante como essa época do ano é alucinadamente fútil, apoliticamente surtada, alienadamente capitalista, desastrosamente hipócrita.
- Eu fico, nessa época, "alucinadamente fútil, apoliticamente surtada, alienadamente capitalista, desastrosamente hipócrita".
Daí...
- Estou saindo com os amigos todos os dias e bebendo muito vinho. Acho que vou engordar.
- Eu pintei a parede da sala sozinha, esperando a tela que ganhei. Acho que minha casa é a mais bonita de todas. Cheia de Glamour (hahahah). Mudei a sala toda, fazendo arte, transformando lustres em castiçais (adoro velas)...eu sou uma narcisista quando o assunto é minha casa mesmo, e daí?
- Recebi um telefonema inusitado de uma pessoa totalmente desejável, que conheci a alguns dias atras na noite e que achei que tinha ficado a fim de uma amiga. Não...estava a fim de mim. Fiquei instigada com a ligação e vou pagar pra ver. A pessoa é linda.
- No primeiro dia de Natal, ou seja, na vespera, dia 24, domingo, ao invés de comer perú, comi um frango assado...
- Não ganhei nenhum presente material de natal, a não ser de um amigo-secreto que participei. Deve ser porque também não dei nenhum presente. Dizem que é dando que se recebe.
- Eu estou muito feliz. Talvez seja porque o novo é sempre o novo mesmo e nada melhor que esperar o que virá sempre. Carpe Diem.
- Vou prá Salvador essa semana. Aí papá....é só alegria!

Um comentário:

Sua Amiga Cindy disse...

Natal eh isso aih, eh tah FELIZ sem obrigacoes, tradicoes... :)
A vida eh cheia de surpresas boas, neh??? hehehe ;)
Obaaaaaaaa!!!!!!! Ano Novo em Salvador vai ser muuuuuuuuuuuuuuito excelente!!!!! ;)