Siga-me.

15 de dezembro de 2006

A gente nem grita...

Suplicy indica que Congresso pode rever reajuste a parlamentares

EPAMINONDAS NETO
da Folha Online

O senador reeleito Eduardo Suplicy (PT-SP) indicou nesta sexta-feira que, por pressão popular, o Congresso pode rever o reajuste salarial de 90,7% (R$ 24.500) acertado ontem entre as Mesas Diretoras da Câmara e do Senado. Hoje, os parlamentares recebem R$ 12,847,20. A mudança vale para os salários dos parlamentares que assumirem seus mandatos em fevereiro de 2007. "Os mesmos membros da Mesa Diretora, que ontem se reuniram, sabem perfeitamente, depois de ouvirem o sentimento da população, que a decisão precisa ser repensada", disse Suplicy. Para o senador, "muitos ali na Mesa pensaram o seguinte: "Vamos tomar uma decisão, vai haver uma grande grita por dois, três dias, e depois vai vir outro assunto". No entanto, segundo Suplicy, não é isso que está acontecendo. Ele afirmou que tem recebido muitas manifestações de eleitores contra o reajuste. O senador sugeriu que as Mesas Diretoras da Câmara e do Senado se reunam na próxima semana para rever a decisão.

Um comentário:

Nill Costa disse...

Este para mim seria um momento perfeito para manifestações de maiores proporções. Pois chega a ser vergonhoso este aumento de salário.. enquanto o "nós" pobres mortais trabalhadores temos um reajuste de no máximo 17 reais.
VERGONHA VERGONHA VERGONHA