Siga-me.

5 de fevereiro de 2008

SÓ PODIA SER COISA DE BRASILEIRO...

Para que pudéssemos andar de trem livremente na Europa, compramos o Eurailpass.
É um bilhete onde você coloca a data e pode andar de trem naquele dia pra onde quiser. Tínhamos comprado o de 15 dias. O aproveitamento tinha que ser ao máximo, claro.
Chegando à Alemanha, tínhamos de ir de Hamburgo para Munique. O problema é que tinha apenas um trem, non-stop, que satisfazia nosso horário. O próximo sairia muito tarde. Outro problema era que o trem não aceitava o maldito bilhete.
Mas como a brazucada se acha mais esperta que o mundo todo, surgiu o seguinte raciocínio, compartilhado por quase 30 cabeças tupiniquins:
"Vamos entrar no trem assim mesmo! Na base do f***-se! Como ele é non-stop, não poderão colocar a gente pra fora." E lá foi a brasileirada, sem noção, trem adentro.
A noite já ia longe, com todo mundo sossegado e rindo da proeza, quando chega uma mulher de quase 2 metros de altura pra conferir os bilhetes. O primeiro a ser interpelado fui eu. Logo eu fui o cobaia. A mulher pegou o bilhete, virou-se pra mim e disse aos berros:
-"Spraichen Deutch ??"
Eu disse: -"No"
-"Speak English ?"
Respondi: -"Yes"
Ela concluiu: -"Get out, right now!!!"
Eu ainda pensei: E agora? Será que eu vou ter que me jogar pela janela? Pois a maldita freulein pegou um intercomunicador, resmungou alguma coisa e, acreditem, o trem non-stop parou numa estaçãozinha no c´_ da Alemanha.
Já ciente da minha expulsão, avisamos os demais brazucas para saírem também pois o bicho ia pegar e ia dar m----.
Cenário montado: Um puta trenzão non-stop parado, uns 500 alemães na janela pra saber o motivo e uns trinta brazucas sendo expulsos. Então, uma alma verde-amarela teve a idéia brilhante:
-"Aí, galera!! Não vamos levar este mico pra casa, não! Não vai rolar!"

E desembarcamos gritando em coro:

-"AR-GEN-TI-NA! AR-GEN-TI-NA! AR-GEN-TI-NA!"

Um comentário:

SAC disse...

hahahahaha imagine??? hahahahaha