Siga-me.

8 de abril de 2008

"..tenho um plano infalível, Cascão!"


Essa semana, mais precisamente domingo, 06 de abril, o filho de Mauricio de Souza, o pai da Turma da Mônica foi libertado de um sequestro que já durava 18 dias. Fiquei pensando, num romantismo qualquer, que essas pessoas, cerca de 10, que compunham a quadrilha dos sequestradores não tiveram infância. Não, não circularam entre Mônica, com seu coelhinho, não se refastelaram em um canto qualquer da casa lendo Chico Bento, Louco, etc..É, porque não venham me dizer que são sempre pessoas oriundas de familias pobres, sem oportunidades, sem condição, não..já está provado que não. No sequestro, está provado que participam sempre gente de mente boa, brilhante, gente que estudou, classe média, por aí...esses tentaram talvez, apenas 'bolar um plano infalível', como Cebolinha e Cascão sempre querem, e que sempre há uma entrega do plano 'infalível' pelo Cascão. Gang de 'cascões', imbecis, marginais. Não admito sequestro. Sendo clichê, as penalidades para um ato deste deveriam ser mais hediondas que o próprio delito. Fico indignada...não por ter sido o filho do Mauricio, mas, por saber que, cercear alguém de sua liberdade, pulverizando insegurança, medo, terror na familia, em troca de dinheiro...é pavoroso, terrível. Como sou completamente pessimista com relação às leis deste país, desejo que as próximas gangues sejam sempre compostas por Cascões e Cebolinhas 'do mal' e que seus planos sempre falhem, como na ficção, tão linda, pueril e lúdica do Maurício de Souza.

Um comentário:

Anônimo disse...

e que seja falivel!

SAC