Siga-me.

16 de novembro de 2008


O domingo vai chegando ensolarado e eu escura. Cada dia mais singular, persigo a virtuosidade perdida a tanto tempo. A vida é bonita e quer dançar, mas eu estou presa a uma impotência que hoje é necessária. Vou sair. Talvez o sol lá fora faça reviver algumas pétalas da rosa que murcha e me inebrie...Não solto aqui palavras para ninguém, mas para mim mesma, na tentativa de deixar pensamentos e me livrar deles. Só estou feliz, mas cansada. Cansada..vou ver o sol...tentar pegá-lo prá ver se ele me ajuda, me aninha e me seduz, já que a solidão é que me faz companhia e eu estou me apaixonando cada vez mais por ela..

Nenhum comentário: