Siga-me.

2 de fevereiro de 2009

...

Dois adendos, já lendo alguns comentarios, que só evidenciam quem defende esse tipo de musica e letra, aliás, não apagarei NENHUM COMENTARIO, até pra mostrar a forma de abordagem que essa galera tem, e que eu não poderia usar outra. O primeiro adendo é que sou e sempre fui da paz, usei esse desabafo nesse tom, até porque, repetindo, é talvez a única linguagem que esse pessoal entende, até porque é em MEU blog, e blogs são para isso, e lê quem quer...mas sou da paz, de uma boa educação e quem me conhece sabe, da linha do diálogo e de sorrisos, até não me faltarem o respeito; o segundo é que duplo sentido sempre houve mesmo, como comentou meu amigo Roberto Kuelho, mas denegrindo e deturpando a imagem feminina assim, jamais. Ademais, isso nunca foi duplo sentido. Fui à Exposição de Feira de Santana uma vez e já bem tarde da noite começou a tocar uma banda chamada 'Karrascos do Forró'. Eu estava com mais duas amigas. A 'banda' começou a tocar uma musica, outra dessas aí, no mesmo nível 'cultural': 'Lapada na Rachada'. A 'cantora' (entre aspas mesmo!), semi-nua, claro (alguma coisa elas tem que mostrar, já que o talento é nulo), chamou ao palco uma criança de mais ou menos 5 anos de idade, entregou um chicote na mão da criancinha e ficava simulando o ato sexual, ensinando ao garotinho como dar 'lapadas'' na rachada. Até os marmanjos iam saindo um a um, com vergonha da baixaria, e não era pagode. Espero que ao menos o juizado de menores tenha algo a dizer. Quero deixar claro aqui que minha indignação é a favor da boa música. Danço forró, ouço vários estilos, compartilho de inúmeros e reconheço quando há boas intenções. Varias bandas desta de pagode, embora eu não compre discos, escuto, como Harmonia do Samba, Terrasamba e outras (poucas..heheeh) e sei que não se utilizam de artifícios de denegrir nada nem ninguem. É nojento a falta de cultura, de estudo, de não se aprimorar, da falta de respeito e com relação a essa banda e outras tambem nesse estilo, da falta de inteligencia e perspicacia. Jazz, Rock, Blues, MPB, samba, pagode, qualquer coisa... nossa, há tanta música que pode ser deliciosa, que só transmite paz, falam de amor, da delicia de amar e etc. Viva meu Chico Buarque que falou como ninguem da alma feminina. Viva Zeca Pagodinho, que faz a gente rir com suas historias e seu samba tão gostoso. Minha apologia é sim a favor disto. Não retiro uma linha do que escrevi aqui, no meu desabafo indignado, de uma mulher que exige respeito, só isso. Ah, sim, ia esquecendo: "Rock and Roll baby!"....hehehehe...:)
................
Roberto Kuelho, meu amigo, postou em seu blog (http://robertokuelho.blogspot.com) esse meu texto abaixo (.'.pro Diabo que os carregue'..) e foi recorde de comentarios por lá. Creio que a indignação não é só minha. Nada a declarar, minha intenção era apenas desabafar, aqui escrevo o que quero e lê quem quer tambem. Meu espaço é livre. E tenho dito.

5 comentários:

RaFaeL**FeiJao** disse...

vc eh um tipo de mulher super mal comida que não tem o q fazer, portanto fica procurando uma pica pra se coçar.
Se não é Feliz, deixe quem é em paz. E se não gosta da chana no asfalto:

- Enfia o dedo no cú e cheira!
- Cheire o cú com a mangueira!

Anônimo disse...

Totalmente sem noção o cara ai de cima. Sem comentários. Concordo plenamente com o que a Srª.Helena diz. Amo música. AMo reggae, axé, pagode, mpb, enfim, ouço de tudo(por que se eu disser eclético alguém pode não entender né...). Mas aprecio BOA música. Hoje os grandes compositores são desconhecidos e músicas com LETRAS só as antigas. Compositores/música de qualidade hoje não fazem sucesso. Até faz, mas existe um público muito restrito. Hoje tudo que é vulgar domina. Tudo que é ridículo. Tudo que sugere sexualidade e sacanagem. Se alguém se põe contra ou não concorda com a opinião da Srª dona do blog é por que deve ser de tão baixo nível quanto os que escreveram a tal música que gerou essa polêmica, ou até mesmo, são músicos que não são dotados de CRIATIVIDADE para comporem boas letras e se sentem ofendidos com isso po serem inferiores.

Carolina disse...

Seu posicionamento foi realmente muito hostil, acho que as respostas foram merecidamente proporcionais. É sabido que a classe menos favorecida é o público alvo das letras pornográficas, então só seus membros poderiam vir aqui reclamar (e se expressaram com as únicas palavras que conhecem).
Acho, com minha experiência de 17 anos, que criticar essa música é muito nonsense e inadequado, o conjunto é bem maior e a crítica deveria ser endereçada ao todo. A cultura brasileira não valoriza a mulher, a letra da música é apenas a realidade refletida. E é exatamente por isso que as garotas nem percebem que estão se tornando objetos expostos para rapazes que nem chegam a reconhecer a humanidade delas.

Anônimo disse...

cara carolina....
Respeito sua experiencia de vida, mas observe...vc nao pode dizer q a cultura musical brasileira nao valoriza a mulher, sao poucos os ramos musicas q degradam a mulher, e a utilizam como objetos para vender suas musicas de pouco conteúdo...
Nao posso dizer q todo pagode, funk ou arroxa degrada a figura da mulher, pois eu curto pagode funk e arroxa......
como psirico, trem bala, bonde do maluco e outras mais.....

Garota do Rio disse...

Resposta para RAFAEL Feijão.
O sr não passa de um escroto! Mal comida é a tua mãe que botou um imbecil como você no Mundo!
Suas respostas são de uma ignorância só.
Ô idiota, o artigo dela não tá criticando só a pornografia, mas, também a pedofilia pois uma criança de 5 anos foi usada par aexibição de baixaria pura! Aprenda a ler seu burro! A menos que você ache normal meninos e meninas serem molestados, seu escroto!
Acho que no fundo o sr Rafael Feijão e os outros que aparecem para ofender quem é inteligente não passam de um bando de VIADOS!
Aprenda a ser homem seu babaca!
Parabéns Helena! Você é uma grande mulher.