Siga-me.

7 de fevereiro de 2009

O siginificado da palavra amor é doação?


Ouvi isso de alguem na TV. Fiquei, claro, pensando sobre. Se é doação, que bom. Na verdade eu nunca quis muito definir o amor. Já me apaixonei mil vezes e já é sabido que paixão não é amor. Ja experimentei de variados sentimentos, tanto bons como ruins na vida, mas amor... Creio que sem dúvida o mais perto do que seja sinônimo do amor seja o que sinto pelos filhos. É realmente um amor-doação, mas, também não é SÓ doação. No dicionário, DOAR é também DEDICAR. Fiz um passeio pelas minhas relações de amizade, fraternas, enfim, nas tantas outras formas de relcionamento e a constatação foi extremista. Digo tantas vezes que amo o namorado, mas, até que ponto sou doadora de todo o arsenal alimentador de uma relação de AMOR, desse amor aí, que agora "sei" o que é? Pelos meus filhos sou capaz de tudo. Mas, por outras pessoas, piso um pé na esfera da dúvida, da desconfiança, na falta de entrega total, em estar sempre alforjada com tanta parafernalha que tem que estar dentro da bagagem e do pacote do que se chama por aí de amor: tesão, carinho, fidelidade, etc, etc. E eu preciso de reciprocidade nesses casos. No caso dos filhos não. Já achei que amava alguem, mas à primeira decepção, o que eu mais desejei era anatematiza-lo e vê-lo bem longe de mim, tipo que ele atirasse no próprio pé. Era amor até que meu egocentrismo, e porque nao dizer, egoísmo falasse mais alto. O dissabor de ser traída, por exemplo, é ponto forte de uma dissolução de um relacionamento. Mas se o amor era amor-doação, eu deveria ter aceitado, que o que havia entre a pessoa e a terceira pessoa lá era algo que estava TAMBÉM, alem de mim, deixando-o feliz. Não. Não é amor, então?. . Se me chateio com meu filho, logo passa e mesmo no meio da bronca eu ainda consigo ver um longo túnel de sentimentos permanentes e gostosos. Amor, esse que SIGNIFICA doação é indiscutivelmente o que a maioria das pessoas, inclusive eu, deveria sentir, por muitas outras pessoas em outras formas e modelos de relações, mas não sente. Vou trocar de postura na hora de amar ou dizer que amo alguem, é a única saída para não achar que o AMOR, para mim, esse que vai para outros que não sejam meus filhos, ainda está sem nenhuma definição, nem significado. E eu acho que está, mas vou parar de pensar nisso...

Nenhum comentário: