Siga-me.

14 de março de 2009

...

Na minha poesia, concluo o perfeito.
Possuo a arte, escuto o concerto.
Será antonímia, ou tudo o oposto
Do profundo fundo, do fundo do poço?
Eu saio e gozo, parto e nasço,
Como a uma orgia
Que rima sempre..
..com poesia.

(No dia da Poesia, uma minha, feita em 2002)

Nenhum comentário: