Siga-me.

24 de abril de 2009

Desabafo em um dia feliz lembrando de dias ruins..

... adoraria ser tão falsa quanto algumas pessoas e grupinhos que já passaram por minha vida. Na hora de tomar cachaça, sentar numa roda de cervejada, todo mundo é amigo, mas vai lá, a sós. Fulano fala mal de cicrano, que fala mal de beltrano, que volta e fala mal de fulano. Dá nojo. Não quero isso pra minha vida. Não mais. Não sabem o que é uma amizade verdadeira, não sabem e não saberão nunca. Se amalgamam, é simbiótico, se merecem mesmo. Futilidade, prepotencia, arrogancia , empáfia, desequilibrio emocional, são as molas mestras para se levantar todos os dias pra aquela gente. Se odeiam de verdade e competem o tempo inteiro. Fico imensamente agradecida a Deus por me livrar de gente assim. Um dia eu provo pra eles o que é voltar de cabeça erguida, com fé em DEUS. E basta que eu entenda a mim mesma e fique com os peixes do meu aquário mesmo, porque ali eu era mesmo um peixe fora d'agua. Vamos para o dia seguinte...vamos para o dia sempre seguinte..

Um comentário:

Ju Dacoregio disse...

Acho que todo mundo se sente assim às vezes...