Siga-me.

8 de junho de 2010

1,2,3..10!

Sou uma privilegiada, conheço muita gente boa, muita gente inteligente, muita gente que só quer ver meu bem e sinto nos olhos que o desejo imenso de que eu me vá bem é legítimo. Sou uma privilegiada, porque insisto em crer em Deus, ver de perto o cuidado DELE por mim, mesmo dando tanta cabeçada nessa vida. Sou uma privilegiada, porque quando páro para refletir sobre o quando tive já que desbravar tantas florestas e coisas difíceis, consigo separar de forma espetacular o que seja o verdadeiro sucesso, do que seja ilusão. De certa forma alguns ainda acham que ter carro, grana, bens materiais fazem em algum momento minha cabeça. Eu gosto de viver bem, mas nem sempre viver bem significa estar com grana ou ter coisas (materiais). Acho tão facil TER. É só trabalhar, pronto. Você vai conseguindo as coisas, conseguindo, conseguindo..até que um dia esbarra em algo, uma mina de tristeza, numa linha cruzada, sem ter para onde correr. Tristeza, desilusão, dificuldades, vícios, amigos falsos, invejosos, insatisfação pessoal, alma atribulada por maus sentimentos e pensamentos. Aí, se não alimentou o espírito, não cultivou boas coisas, não desenvolveu uma formula pessoal de felicidade constante...vixe! Não há dinheiro que venha curar a insalubridade de um coração, de uma mente perturbada pela depressão, pela tristeza, pela rede de amigos falsos, e por aí vai...não existem carros 'do ano' suficientes, substitutos de uma sã consciencia e coração em paz. Eu preciso dizer que estou muito feliz, sou muito feliz, por saber que tudo na vida é de uma volubilidade insana. Que o ser humano é infeliz de alma e precisa de coisas pra preencherem esse vazio. O caminho que escolhi é preencher esse caminho, esse vazio, não de coisas (embora as tenha e quando quiser, as possuirei) mas de sentimentos, conhecimento, alegria, liberdade, espiritualidade, sensações, tudo que a vida oferece e que vale a pena. Eu estou fazendo aniversário (dia 10, quinta!) e comemoro sim, com todo deslumbramento que puder, porque sou uma privilegiada, agraciada em conseguir sorrir sempre e sempre e ainda enxergar algumas coisas que valorizam a essencia do existir. O status em ter é visto apenas pelos que de voce não querem o que é principal. É certo que o que se vê primeiro são as coisas, pra depois, o que a criatura realmente é. O homem-racional é isso aí nessa sociedade formatada para o sucesso financeiro e capitalista. Vê o que se tem, depois o que se é. Aí, ou vai ou racha. Eu quero ser, antes de ter, vou morrer dizendo isso, repito, embora tenha e queira ter alguns confortos. Eu preciso dar meus parabens à minha vida! Parabens à vida e à minha existência. Carpe Diem!

Um comentário:

Dami Sol disse...

Parabens, pelo texto mas digo isso de coração .
Nesta vida Temos que Ser Para Merecer Ter.Fique com DEUS