Siga-me.

16 de junho de 2010

Elogio X Falta de Educação.


Devo estar querendo boa educação demais. Numa mesa de um restaurante amigos conversam, bebem e se gostam muito. Amigos de longas datas, 3 homens e 2 mulheres. Chega alguem desconhecido, uma moça, é apresentada aos outros e passa a ser já alguem conhecido. Se tem uma coisa que acho extremamente deselegante é algo que aconteceu a alguns dias atras, em outra cidade numa situação que vou dizer aqui e que vejo que de vez em quando acontece, porque saio muito e tenho muitos amigos. Sou mais observadora mesmo a detalhes subjetivos do que a coisas externas.

A moça que foi apresentada, interagindo, ou tentando interagir, começa a elogiar demais a um dos rapazes na mesa, e só a um deles, dizendo, entre outras coisas, coisas gritantes como 'Nossa, voce é lindo, deixa eu tirar uma foto contigo aqui pra registrar esse momento!'. E tira a foto mesmo SÓ com o cara! Gritante porque na mesa tinham outras pessoas. Sim, deselegante, explico..na mesa tem outras pessoas e outros rapazes, todos tambem bonitos (e mesmo que não fossem). Eu não gostaria de prestar atenção a detalhes assim, mas presto. É falta de educação, é deselegância. Já vi moças ficarem extremamente tristes, quando, num ambiente, alguem começa a tecer elogios demais a uma outra pessoa apenas, enquanto no lugar tem muitas outras iguais ou melhores que o objeto de tanta rasgação de seda, ou que não tenha, repito. Quando uma mulher sai de casa, ela se arruma, ela gosta de saber que está bem, embora existam outras dentro dessa competição. Já pensou uma moça sair, sentar numa mesa com outras e sentar-se um cara e ficar elogiando apenas uma delas? Que coisa deselegante, chata, feia!

Aprendi a guardar comigo certas manifestações destemperadas desse tipo. Melhor falar diretamente pra pessoa depois, tecer-lhe algum elogio discretamente, para não deixar os outros desconcertados. Isso já ocorreu comigo em outra situação parecida. Um amigo um dia me viu com uma conhecida minha e começou a me ligar, me cercar, me adicionou ao MSN, etc. Passados alguns dias, ele começou a perguntar muito por essa amiga, o que me fez ter certeza de que sua aproximação foi por conta dela, e não pela nossa amizade, que eu inclusive prezo muito. Ele nega até hoje, mas sei que na verdade queria era o telefone dessa conhecida...começou a alogia-la demais e me perguntar muitas coisas a respeito dela. Eu me senti até meio triste, já que eu gostava muito dele e me senti usada e porque nao dizer, com um certo exagero, ultrajada na nossa relação de amizade. Por que ele nao me procurou antes e agora estava me procurando assim?

Dei o telefone dela, MSN e todos os contatos possíveis, dizendo inclusive que eu não daria informações sobre ela, que ele mesmo fosse perguntar. Fiquei muito feliz quando ela sequer quis falar com ele, já que sei que ele não seria mesmo o tipo dela, nem de longe. Ele me pediu desculpas, mas que foi de uma falta de elegancia enorme, isso foi, daí a minha enorme felicidade, porque sou mesmo ruinzinha quando o assunto é ver que a vida dá voltas e faz coisas que nenhuma vingacinha barata e desejada um dia faria. Ele veio depois dizer que minha beleza supera a dela em muito, porque alem de bela, sou educada, que não me neguei o telefone dela, etc..(risos, muitos risos). Eu jamais negaria mesmo, apesar de sentir por dentro um desconforto sim, mas relaxei e até abstraí o assunto. Acho deselegante mesmo. Não sou sempre simpática, mas tento prestar atenção a algumas coisas pra que outras pessoas não me achem uma sem educação, porque de uma boa educação, eu não abro mão, aos outros, aos belos, aos feios, ou a qualquer um.

Quando é que as pessoas vão internalizar e começar a ter mais respeito uns pelos outros? Tenho pensado a respeito disso e por isso esse texto. São varias situações dessas e de outras em que observo a falta de tato, de discrição, de respeito, de bom senso. Deve ser a falta de educação que impera na sociedade mesmo. Devo estar querendo demais de algumas pessoas que só podem dar de menos. Devo estar querendo educação demais.

Nenhum comentário: