Siga-me.

14 de outubro de 2011

Alguém me acorde, por favor, quando passar esse surto que está acontecendo com as pessoas? Quanto mais eu tento entender, menos eu entendo o ser humano. Quanto mais eu tento me policiar em ao menos respeitar ao outro e ser ética, respeitar sinais, dirigir direitinho, menos parece que vejo os outros fazerem o mesmo. Ah, sem querer posar de politicamente correta demais, fico extremamente irritada com a falta de bom senso, principalmente nesse trânsito amalucado das cidades. Um senhor idoso dirigindo hoje quase atropela uma moça, invadindo o sinal. Na avenida que vou pra casa, cheias de travessas e entradas para outras ruas, os carros não param mais, esperando uma boa condição para entrarem. Simplesmente vem de lá e entram, de forma atabalhoada e sem nenhum critério. E falando ao celular? E as motos e esse motoqueiros malucos que mais parecem Greemlis? E esses motorista de vans, mal educados? E andando que nem formiga ou parecendo que estão acompanhando um enterro? Direção defensiva se tornou uma premissa para quem dirige, mas, agora é necessário também uma dose de equilíbrio emocional elevada, para manter a calma, diante de absurdos, mesmo quando você tenta, tenta, andar direito.

Nenhum comentário: