Siga-me.

26 de janeiro de 2012

...


'Após breve diálogo a respeito de alguns fatos/acontecimentos, chegamos (Eu e uma querida amiga), mais uma vez a tal conclusão:
"Amor e Ódio serão sempre os eternos: Fogo e Pólvora! Eternamente apaixonados; companheiros de "estrada", como diria o "brejeiro" Almir Satter. Uma linha tênue os separam. Muitos atravessam paraísos e precipícios e nem se dão conta. As vezes o medo nos paralisa de tal maneira que... Enfim!!!

É o Céu x O Inferno.
A Cordialidade x A Soberba.
A Súplica x O Perdão.
O Paraíso x A Destruição.
Maturidade x A Infantilidade.
A Admiração x A Ingratidão.
A Bondade x A Amargura.
A Beleza x O Escárnio.
O Sim x O Não!
O Vigor x A Doença."

Nosso belíssimo Cajú (Cazuza), numa de suas poesias costuma/va dizer o seguinte:

"Que prazer mais egoísta o de cuidar de um outro ser. Mesmo se dando mais do que se tem pra receber...E me fingir de burro pra você sobressair...".

Bem, nestes casos, melhor neutralizar o emocional e vestir a camisa do racional, lógico, se possível for?!'

.......................

Nenhum comentário: