Siga-me.

10 de janeiro de 2012

Hoje.

'Minha mãe sempre diz: Não há dor que dure para sempre! Tudo é vário. Temporário. Efêmero. Nunca somos, sempre estamos. E apesar de saber de tudo isso porque algumas dores duram tanto?'

(Chico Buarque)

Nenhum comentário: