Siga-me.

15 de fevereiro de 2013

...naturEU.

Quem dera eu tivesse toda a dimensão do cosmo. Quem dera. Eu queria muito poder abrir os braços e absorver a natureza prá dentro de mim. Saber o que se passa lá em cima. Que toda a grandiosidade do universo viesse até minha mente, até o meu corpo. Tomasse meu cérebro. Sinto tanta vontade disso. Vejo tantos cataclismas, mudanças climáticas, até meteoros caindo, minha mente alterada por tantos pensamentos, meu corpo reclamando.

Será essa simbiose mente-corpo-cosmo-natureza? Será que um dia eu vou conseguir me alinhar com essa energia toda que corre por aí, conseguindo ser uma com ela? Acredito tanto nisso. Tudo é energia e meus desejos estão direcionados demais para isso e quem sabe não sou uma das que são separadas para tal e preciso ter mais essa percepção? Chega a ser assustadora minha abertura para essa troca. Me arrepia energia ruim, me enleva energia boa. Mas estar assim 'aberta' e querer cada vez mais estar, não é perigoso? Será que estou sendo pretensiosa?

Eu quero que a natureza se abra prá mim e eu prá ela. O bom, o belo, o positivo, a sorte. Deus, em sua imensa bondade há de providenciar toda essa união. Eu quero, quero muito. Que o universo se expanda para o que é bom para mim. Ela, a natureza está reclamando seu espaço e tudo se une para meu bem-estar. E eu estou aqui, de braços abertos para isso, embora as energias ruins estejam a brigar e guerrear também. 

Quero entender e estar dentro dessa dimensão. Que a natureza perpasse meu interior, penetre nos cantos mais escondidos do meu ser. Que ela conspire a meu favor em tudo que for bom, nem que para isso meu interior e meu ser sejam, assim, pisados, redesenhados. Que todas as hostes do bem se unam ao meu redor. Que DEUS e seus anjos venham com poder sobre toda essa conspiração. Sobre e sob. Eu quero. Quero entender e, se possível, ser totalmente parte dela. Parte dessa força indescritível e infinita. E, ainda, incomensurável.

Nenhum comentário: