Siga-me.

3 de fevereiro de 2015

Sobre a felicidade.

Guimarães Rosa:

                                                                                                 
“Eu atravesso as coisas — e no meio da travessia não vejo!
—  só estava era entretido na ideia dos lugares de saída e de chegada.
Assaz o senhor sabe: a gente quer passar um rio a nado, e passa;
mas  vai dar na outra banda é num ponto mais embaixo,
bem diverso do que em primeiro se pensou (...)
o real  não está na saída nem na chegada:
ele se dispõe para a gente é no meio da travessia...”

Nenhum comentário: